sapatinhos, princesa, sapatinhos

Image

a exposição de Joana Vasconcelos, patente no Palácio de Versalhes, em Paris, até 30 de setembro, custou 2,5 milhões de euros. a organização da mostra, montagem, transportes, segurança, seguros e comunicação foram integralmente custeados por dinheiros públicos e mecenas privados.

só para pagar o jantar de gala, o catálogo, a comunicação e a publicidade, o Turismo de Portugal (tutelado pelo Ministério de Economia) gastou 150 mil euros, aos quais acrescem despesas de outras acções de divulgação. também a TAP ajudou a viabilizar a mostra, através do acordo trianual que tem com a artista e que lhe disponibiliza uma série de viagens. já o Ministério dos Negócios Estrangeiros e a autarquia de Lisboa desdobraram-se em contactos de promoção da artista que resultaram em apoios da EDP (verba superior a 400 mil euros), da Fundação Gulbenkian (100 mil) e do Espírito Santo Financial Group (com mais de 300 mil euros).

não sabendo qual é ao certo a percentagem de dinheiros públicos, imagino o critério – sei que o cavaco e o paulo portas gostam muito…

‘ainda se ouvem os ecos dos passos da maria antonieta, das festas e do ambiente no palácio’, diz a artista, que considera esta peça de cima (‘marilyn’) como uma «ode às mulheres» (?!?!)

… esta arte diz (-me) muito pouco (bling bling)

Anúncios